Principais Melhorias – Versão 3.05.04

Segue abaixo a relação das principais melhorias disponibilizadas no Módulo da Escrita Fiscal – TOP, com publicação em 31/10/2016:

Melhorias da Versão 3.05.04
(22/11/2016)

ALTERAÇÕES GERAIS

Parâmetros Fiscais:

  • Copiar Parâmetros: Disponibilizada melhoria para que quando a empresa origem tenha cadastrado um CÓDIGO/COMPLEMENTO igual a um CÓDIGO/COMPLEMENTO já existente na empresa DESTINO (selecionada para a cópia), o sistema NÃO efetua a sobreposição, mantendo assim, o CADASTRO ORIGINAL da empresa DESTINO.

Importações NF-e e NFC-e DOCUMENTO INUTILIZADO:

  • Foram realizadas alterações na importação de NF-e Emitida através do arquivo XML.
    Atualmente o sistema não importava os XMLs relacionados a documentos Inutilizados. Dessa forma, agora o sistema deverá analisar o conteúdo dos arquivos XML de inutilização, efetuando as importações dos mesmos.

Importação SAT-ECF – Condições de Pagamento:

  • Incluído botão de Parâmetro do Processo na tela de importação do SAT-ECF. Na tela de importação do SAT-ECF, a definição de condição de pagamento será feita pelo usuário.
    A partir desta definição, o sistema deverá adotar estes parâmetros para a importação do documento fiscal SAT-ECF com o correspondente CFOP/COMPLEMENTO.

LOG de Importações de Documentos:

  • Disponibilizado LOG em formato de arquivo para demonstração das inconsistências na importação de documentos e substituição do relatório. Possibilitando que o usuário salve o LOG para posterior verificação.
  • Disponibilizado melhorias na estruturação dos LOG de inconsistências na importação de documentos.

Movimento de Retenções Federais – Beneficiária:

  • Incluídas melhorias na tela, criticas e escrituração dos registros das retenções beneficiária.

CONTABILIZAÇÃO

Registro de Lançamentos Contábeis:

  • Alteração e conversão dos lançamentos contábeis para atendimento e integração com a contabilidade.

Contabilização de Lançamentos A, B,C…Z Agrupados por Parâmetro Contábil:

  • Disponibilizada nova sistemática de contabilização dos documentos fiscais de entrada e saída que possuem lançamentos A, B, C…Z agrupados por parâmetro contábil. Neste novo recurso o usuário tem a possibilidade de contabilizar um único lançamento contábil para o documento se possuir o mesmo parâmetro contábil. Eliminando com isso a contabilização separada dos lançamentos A, B, C…Z do mesmo documento fiscal. Segue abaixo a rotina para optar pela nova sistemática de contabilização dos lançamentos A, B, C…Z agrupados por parâmetro contábil:
    • Optar pela nova opção no próximo mês antes de escriturar os documentos fiscais.
    • Ativar o novo parâmetro “Contabiliza lançamentos A, B, C…Z, agrupado por parâmetro contábil” disponível em Parâmetros/Parâmetros da Empresa/Contabiliza.

Nota: Como a contabilização dos lançamentos A, B, C…Z será agrupada por parâmetro contábil podem também gerar lançamentos contábeis A, B, C em função da variação de parâmetro contábil.

Contabilização Sintética – PIS/COFINS – Apuração do EFD-Contribuições:

  • Disponibilizada nova sistemática de contabilização dos valores de PIS/COFINS pela Apuração do EFD-Contribuições. Neste novo recurso o usuário tem a possibilidade de optar em contabilizar os valores créditos e débitos de PIS/COFINS de forma consolidada (resumida) por Tributação e Parâmetros Contábeis apurados na própria apuração do EFD-Contribuições. Eliminando com isso as diferenças entre a contabilização atual documento por documento em relação aos valores apurados no EFD-Contribuições. Segue abaixo a rotina para optar pela nova sistemática de contabilização do PIS/COFINS:
    • Optar pela nova opção no próximo mês antes de escriturar os documentos fiscais.
    • Revisar os históricos dos parâmetros contábeis para adequar a nova sistemática. O sistema moverá fixo “Valor Total de PIS – Mês 99/9999” e “Valor Total de COFINS – Mês 99/9999”.
    • No caso de matriz e filial verificar se todas as empresas da centralização contabilizam na mesma “Empresa contábil” no quadro “Contabilização” do cadastro de empresas no Manager.
    • Ativar o novo parâmetro “Contabiliza PIS e COFINS de Forma Sintética” disponível em Parâmetros/Parâmetros da Empresa/Contabiliza.
    • Efetuar a Apuração do EFD-Contribuições disponível em Gestão de TributosFederaisEFD-ContribuiçõesApuração.

Nota: Como a contabilização sintética é montada com base nos registros M105/M505 (crédito) e M210/M610 (Débito) podem existir duas contabilizações com mesmo parâmetro contábil em função de existirem dois registros M210, por exemplo, em função da tributação diferente.

Contabilização Sintética ICMS Partilha – Origem/Destino – Apuração do ICMS:

  • Disponibilizada nova sistemática de contabilização dos valores de ICMS Partilha – Origem e Destino pela Apuração do ICMS. Neste novo recurso o usuário tem a possibilidade de optar em contabilizar os valores créditos e débitos de ICMS Partilha – Origem e Destino de forma consolidada (resumida) por Parâmetros Contábeis apurados na própria Apuração do ICMS. Diminuindo com isso a quantidade de lançamentos contábeis da contabilização atual documento por documento em relação aos valores resumidos na Apuração do ICMS. Segue abaixo a rotina para optar pela nova sistemática de contabilização do ICMS Partilha – Origem e Destino:
    • Optar pela nova opção no próximo mês antes de escriturar os documentos fiscais.
    • Revisar os históricos dos parâmetros contábeis para adequar a nova sistemática. O sistema moverá fixo “Valor Total de ICMS – Origem – Mês 99/9999” e “Valor Total de ICMS – Destino – Mês 99/9999”.
    • Ativar o novo parâmetro “Contabiliza ICMS Partilha de Forma Sintética” disponível em Parâmetros/Parâmetros da Empresa/Contabiliza.
    • Efetuar a Apuração do ICMS disponível em Gestão de TributosEstaduaisApuração de ICMSApuração.

CHAMADA DIRETA

Chamada Direta – Cópia de Cadastro de Produtos – MEFKGPA:

  • Desenvolvida Chamada Direta para cópia do CADASTRO DE PRODUTOS.
    Para que o sistema efetue a cópia do cadastro de produtos deverá ser informado o código da empresa PADRÃO Origem, para a empresa selecionada. O Sistema irá efetuar a cópia da Tabela Principal do cadastro de produtos, bem como, das tabelas filhas, que estejam vinculadas a tabela principal do cadastro de produtos.

Chamada Direta – Altera Código de Observação – Movimento de Entrada:

  • Na coluna de RELAÇÃO DE NOTAS DE ENTRADA o sistema deverá apresentar todos os lançamentos do período (mês) selecionado, conforme os filtros apresentados nos campos de CÓDIGO DE OBSERVAÇÃO ATUAL e FILTRO-CÓDIGO FISCAL/COMPLEMENTO.
    Quando o campo de CÓDIGO DE OBSERVAÇÃO ATUAL estiver em BRANCO, neste caso, deverão ser apresentados todos os lançamentos sem CÓDIGO de OBS.
  • Quando o campo de FILTRO CÓDIGO FISCAL/COMPLEMENTO estiver em BRANCO, o sistema deverá mostrar todos os lançamentos de entradas, independente de CFOP, combinando com o filtro do campo anterior, CÓDIGO DE OBSERVAÇÃO ATUAL.
    O usuário deverá mover para a coluna de DOCUMENTO SELECIONADO, os lançamentos que receberão o código de OBS, informado no campo de NOVO CÓDIGO DE OBSERVAÇÃO.

RELATÓRIOS

RELATÓRIOS DE CONSISTÊNCIA – SERVIÇO TOMADO FILTRO POR MODELO:

  • Alterações no relatório de Consistências de SERVIÇOS TOMADOS:
    • Alterado a apresentação do relatório para o modo SGI.
    • Inclusão de opção IMPRIME RAZÃO SOCIAL DO PRESTADOR na tela de emissão do relatório. Este campo deve ser apresentado sem conteúdo, ficando a cargo do usuário a seleção ou não desta opção. Quando selecionado esta opção, o sistema deverá imprimir a razão social do prestador na linha imediatamente a seguir do lançamento ao qual se refere.

A razão social do prestador deve iniciar sua impressão a margem esquerda do relatório, não ultrapassando a informação da coluna de VALOR DOS SERVIÇOS.

RELATÓRIOS DE CONSISTÊNCIA – FILTRO POR MODELO:

  • Alterações no relatório de Consistências de REGISTRO DE ENTRADAS REGISTRO DE SAIDAS:
    • Incluídos o recurso de filtro de Modelo do documento, na emissão dos relatórios de consistências de ENTRADAS e SAÍDAS.

UTILITÁRIOS

LOG – Na Extração de LOG foram incluídas as seguintes opções:

  • [DV] – BAIXA DE DUPLICATAS PARCELADAS
  • [PL] – BAIXA DE DUPLICATAS
  • [EP] – PARÃMETROS DA EMPRESA
  • [EO] – OBRIGAÇÕES DA EMPRESA
  • [ED] – DADOS DA EMPRESA.

ALTERAÇÕES LEGAIS

ÁREA FEDERAL

EFD-Contribuições:

Geração dos registros C500

  • Incluído a geração dos registros C500 (Aquisição com crédito) para os documentos fiscais, relativos à energia elétrica de entrada modelo 55, quando possui a “Natureza da Base de Cálculo“ igual a [04] – Despesas de Energia Elétrica e Energia Térmica.

Crédito Presumido – Estoque de Abertura – PIS e COFINS

  • Na tela de implantação de saldo de CRÉDITO PRESUMIDO de PIS e COFINS sobre ESTOQUE DE ABERTURA, foram incluídos dois novos campos:
    • PERÍODO INICIAL DE APROVEITAMENTO.
    • PERÍODO FINAL DE APROVEITAMENTO.

Quando informado o mês e ano do PERÍODO INICIAL DE APROVEITAMENTO, o sistema deverá calcular a informação do campo de PERÍODO FINAL DE APROVEITAMENTO, movendo o MÊS e ANO, contando 12 meses, incluindo a informação do campo anterior.

ECF IRPJ/CSLL:

Geração do Arquivo ECF – Registro N650 – CSLL:

  • Incluído na geração do arquivo do ECF – Escrituração Contábil Fiscal, os seguintes registros: Registro N650 valores para a CSLL e do Registro N620, das empresas parametrizadas pelo Lucro Estimado, com a apuração mensal pela Receita Bruta.

Apuração do Simples Nacional:

DEFIS:

Disponibilizada as seguintes alterações relacionadas à Geração da Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais – DEFIS:

  • Reestruturação da Tela de Apuração/Geração:
    • A apuração da DEFIS passou a ser centralizada na matriz.
    • Inclusão de nova tela para apuração e geração da DEFIS.
    • Inclusão do botão de “Informações Por Estabelecimento”.
    • Inclusão do botão “Informações Adicionais Índice Participação dos Municípios”.
    •  Inclusão do botão “Dados Referentes a Outros Municípios”.
    • Inclusões de informações adicionais devem ser incluídas somente na apuração da matriz.- Relatórios – SGI:
    • Conferência da DEFIS com as informações de Toda EPP e por Estabelecimento.-
  • Geração da DEFIS para PGDAS-D
    • Atualização da geração do arquivo da DEFIS.
    • Geração do arquivo preparado para mapeamento da DEFIS no PGDAS-D.

ÁREA ESTADUAL

BA:

Relatório – ICMS ANTECIPADO – Estado da BA:

  • Incluídos os campos de PERIODO INICIAL e PERIODO FINAL no Relatório – ICMS ANTECIPADO Estado da BA.
    A apresentação do relatório passou a ser gerada em modo SGI.

SPED Fiscal

CAMPO UNIDADE C170:

  • Campo UNIDADE nas telas de detalhamentos dos ITENS de ENTRADA e SAÍDA:
    – A informação deste campo é utilizada para a geração dos registros C170. Atualmente na geração do registro essa informação é extraída do cadastro do PRODUTO utilizado no detalhamento do ITEM. Dessa forma, com a inclusão do campo de UNIDADE nas telas de detalhamentos dos ITENS o usuário poderá alterar a informação, quando necessário.

ALTERAÇÕES PARA 2017

Alterações realizadas nos controles do SPED Fiscal, relacionadas às novas obrigações a serem exigidas a partir do Exercício de 2017.

CADASTRO DE PRODUTOS:

  • Incluído campo CEST:
    • A princípio não será disponibilizada tabela, ficando a cargo do usuário a informação, ou, através das rotinas de importação. A liberação deste campo para a informação do usuário poderá ser feita independente de exercício.

DETALHAMENTOS DO SPED FISCAL

Alterações de campos em várias telas de detalhamento de SPED FISCAL:

  • Documento Fiscal Referenciado Entrada – Nota Fiscal:
    – Chave do Documento Eletrônico: Este campo deverá ficar habilitado para a informação do usuário, passando a ser de informação obrigatória, a partir do exercício de 2017, para os detalhamentos efetuados com o campo de MODELO DO DOCUMENTO FISCAL igual a [55] e [57].
  • Documento Fiscal Referenciado Saída – Nota Fiscal:
    – Chave do Documento Eletrônico: Este campo deverá ficar habilitado para a informação do usuário, passando a ser de informação obrigatória, a partir do exercício de 2017, para os detalhamentos efetuados com o campo de MODELO DO DOCUMENTO FISCAL igual a [55] e [57].
  • Documentos Fiscais Relacionados ao Ajuste:
    • ICMS Normal
    • ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA
  • Na apuração do ICMS normal, ou da SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA, existem as telas para informações de OUTROS DÉBITOS, OUTROS CRÉDITOS, ESTORNO DE CRÉDITOS, ESTORNO DE DÉBITOS e DEDUÇÕES.
  • Nestas telas, existe o botão de DOCUMENTOS FISCAIS RELACIONADOS AO AJUSTE, ICMS NORMAL e ICMS SUBSTITUIÇÃO.
  • Nestas telas já existe o campo de CHAVE DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA, no qual o sistema habilita apenas para os documentos eletrônicos.
  • O sistema deve apenas efetuar o controle de exigência do campo a partir do exercício de 2017.
  • Caso o usuário tente efetuar um detalhamento (Modelo 55 e 57), sem a informação da Chave do Documento Eletrônico, o sistema não deverá aceitar a gravação do registro, emitindo mensagem de critica.

Utilização de Créditos Fiscais:

  • Na tela de detalhamento de UTILIZAÇÃO DE CRÉDITOS FISCAIS foi incluído o campo de CHAVE DO DOCUMENTO ELETRÔNICO. Nesta tela não será necessário à inclusão de controle do campo, pois, não existe informação do modelo do documento fiscal, ficando assim, a cargo do usuário a informação ou não.

Detalhamento Item de Saída – Ressarcimento ICMS Operações com ST:

  • Houve alteração no layout, tanto na inclusão de novos campos, quanto, na possibilidade de detalhamento de mais de uma ocorrência para o mesmo item.
  • Efetuada alteração na tela, permitindo a inclusão de sequencia para mais de um detalhamento do ITEM, bem como, com a inclusão dos novos campos exigidos no novo layout.
  • A nova tela foi subdividida em duas abas, em função da quantidade de informações incluídas no layout.

Detalhamentos do Bloco K:

  • Foram incluídos novos registros nos controles do BLOCO K, com isso foram implementadas novas telas de detalhamento.

Desmontagem de Mercadorias – Item Origem:

  • A nova tela de detalhamento do Bloco K, deve ser disponibilizada na opção de menu:
    MOVIMENTOREGISTRO GERAL DE ITEMSPED FISCALOUTRAS INFORMAÇÕESCONTROLE DE PRODUÇÃO E ESTOQUEDESMONTAGEM DE MERCADORIAS.

Desmontagem de Mercadorias – Item de Destino:

  • Informar o código do produto para detalhamento da Desmontagem da Mercadoria – Item Destino. O sistema só deverá aceitar a informação de um código de produto que esteja cadastrado com o campo de Indicador do Tipo do Item igual a [00], [01], [02], [03], [04], [05] e [10].

Reprocessamento/Reparo de Produto/Insumo:

  • A nova tela de detalhamento do Bloco K, deve ser disponibilizada na opção de menu:
    MOVIMENTOREGISTRO GERAL DE ITEMSPED FISCALOUTRAS INFORMAÇÕESCONTROLE DE PRODUÇÃO E ESTOQUEREPROCESSAMENTO-REPARO.

Reprocessamento/Reparo – Mercadorias Consumidas e/ou Retornadas:

  • O sistema só deverá aceitar, bem como, disponibilizar através do recurso de sugestão F2, os códigos de produtos cadastrados com o campo de INDICADOR DO TIPO DO ITEM igual a [00], [01], [02], [03], [04], [05] e [10]. Caso o usuário informe um código que não esteja cadastrado ou que não esteja cadastrado com o campo de INDICADOR DO TIPO DO ITEM igual as condições acima, o sistema não deverá aceitar a informação do código do produto.

Correção de Apontamento:

  • A nova tela de detalhamento do Bloco K, deve ser disponibilizada na opção de menu:
    MOVIMENTOREGISTRO GERAL DE ITEMSPED FISCALOUTRAS INFORMAÇÕESCONTROLE DE PRODUÇÃO E ESTOQUECORREÇÃO DE APONTAMENTO.

Correção de Apontamento e Retorno de Insumos:

  • O sistema só deverá aceitar, bem como, disponibilizar através do recurso de sugestão F2, os códigos de produtos cadastrados com o campo de INDICADOR DO TIPO DO ITEM igual a [00], [05] e [10]. Caso o usuário informe um código que não esteja cadastrado ou que não esteja cadastrado com o campo de INDICADOR DO TIPO DO ITEM igual as condições acima, o sistema não deverá aceitar a informação do código do produto.

Correção Estoque Escriturado:

  • A nova tela de detalhamento do Bloco K, deve ser disponibilizada na opção de menu:
    MOVIMENTOREGISTRO GERAL DE ITEMSPED FISCALOUTRAS INFORMAÇÕESCONTROLE DE PRODUÇÃO E ESTOQUECORREÇÃO ESTOQUE ESCRITURADO.

ICMS Partilha – EC 87/2015

Disponibilizado os seguintes controles relacionados à escrituração do detalhamento de ICMS devido a UF destino nas operações e prestações interestaduais que destinem bens e serviços a consumidor final não contribuinte do ICMS conforme disposto na Emenda Constitucional 87 de 2015:

APURAÇÃO DO ICMS PARTILHA – OPERAÇÕES INTERESTADUAIS COM CONSUMIDOR FINAL.

  • Atualmente são apresentados na mesma tela os valores relacionados á DIFERENÇA DE ALÍQUOTA e ao FUNDO DE COMBATE A POBREZA, devidos aos estados de destino das operações interestaduais.
    Esta tela e seus controles deverão ser mantidos da mesma forma até o exercício de 2016. A partir do exercício de 2017, os valores de apuração da DIFERENÇA DE ALÍQUOTA deverão ser separados dos valores do FUNDO DE COMBATE A POBREZA.
    Assim, quando selecionado esta opção de menu, o sistema deverá apresentar uma nova tela, em formato de abas, no qual deverão ser apresentados em separado os valores da DIFERENÇA DE ALÍQUOTA e do FUNDO DE COMBATE A POBREZA.

GERAÇÃO AUTOMÁTICA DO IMPOSTO APURADO:

O sistema deverá gerar automaticamente um registro para o imposto apurado na aba de DIFERENÇA DE ALÍQUOTA e outro apurado na aba FUNDO DE COMBATE A POBREZA.

  • Quando existir valor apurado no campo de ICMS A RECOLHER do quadro APURAÇÃO DOS SALDOS da aba FUNDO DE COMBATE A POBREZA, o sistema deverá criar um detalhamento com o código de sequencia [998].
  • Quando existir valor informado no campo de VALOR RECOLHIDO OU A RECOLHER – EXTRA APURAÇÃO da aba DIFERENÇA DE ALÍQUOTA, o sistema deverá criar um detalhamento com o código de sequencia [997].
  • Quando existir valor informado no campo de VALOR RECOLHIDO OU A RECOLHER – EXTRA APURAÇÃO da aba FUNDO DE COMBATE A POBREZA, o sistema deverá criar um detalhamento com o código de sequencia [996].
  • Estas sequencias serão de uso do sistema. O sistema não deverá aceitar que o usuário INCLUA ou EXCLUA detalhamento com estas sequencias, pois, a inclusão e exclusão só poderá ocorrer com o processo de apuração do sistema. O sistema só deverá aceitar que o usuário efetue alteração. Neste caso, não deve-se aceitar a alteração do campo de valor. A alteração só será permitida para os demais campos.

ÁREA MUNICIPAL

BA:

  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Mucuri – BA (3741 ou 2922003).
  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Itamaraju – BA (3613 ou 2915601).

GO:

  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Santo Antônio de Goiás – GO (0053 ou 5219738).

RJ:

  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de São Gonçalo – RJ (5897 ou 3304904)
  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Duque de Caxias – RJ (5833 ou 3301702).
  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Nova Iguaçu – RJ (5689 ou 3303500).

MG:

  • Disponibilizado importação de NFS-e do Município de Mateus Leme – MG (407 ou 4813 ou 3140704).
  • Disponibilizado alterações na importação de NFS-e do Município de Nanuque – MG (4885 ou 3144300).
    OBS: A rotina de importação do XML do município de Nanuque já existe e deverá ser mantida até MAIO de 2016. As alterações deverão surtir efeitos a partir de JUNHO de 2016.
  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Governador Valadares – MG (277 ou 4553 ou 3127701).
  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Juiz de Fora – MG (367 ou 4733 ou 3136702).
  • Disponibilizado importação de NFS-e para o movimento de Serviço Tomado para o Município de Lavras (381 ou 4763 ou 3138203) – MG
  • Disponibilizado importação de NFS-e para o movimento de Serviço Tomado para o Município de Machado (390 ou 4779 ou 3139003) – MG
  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Alterosa – MG (020 ou 4039 ou 3102001).

MT:

  • Disponibilizado importação de NFS-e para o movimento de Serviço Tomado para o Município do Sinop (255009 ou 5107909 ou 8985) – MT

PR:

  • Disponibilizado importação de NFS-e para o movimento de Serviço Tomado para o Município do Maringá (1635 ou 4115200 ou 7691) – PR.
  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Alvorada do Sul – PR (0094 ou 4100806 ou 7413).
  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Nova Esperança – PR (1813 ou 7721 ou 4116901).
  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Coronel Vivida – PR. (701 ou 4106506 ou 7527).
  • Disponibilizado importação de NFS-e do Município de Bom Sucesso do Sul – PR (3271 ou 9979 ou 4103222).
    A importação de NF de SERVIÇO do Município de Bom Sucesso do Sul poderá ser realizada de duas formas:Opção Atual: Importação normal do documento fiscal através do recurso disponibilizado na opção de menu INTEGRAÇÃOIMPORTAÇÃO DE ARQUIVOSARQUIVO TEXTO.
    Quando a empresa estiver parametrizada com a opção de IMPORTA NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇO da tela de PARÂMETRO MUNICIPAL, o sistema NÃO deverá aceitar que o usuário utilize o código de importação [04], na opção de menu de INTEGRAÇÃOIMPORTAÇÃO DE ARQUIVOSARQUIVO TEXTO.
    Nova Opção: Importação dos documentos de serviços prestados gerados em arquivo XML.
    A nova opção de importação dos serviços prestados do município de Bom Sucesso do Sul, deverá ser disponibilizado na seguinte opção de menu: MOVIMENTOIMPORTAÇÃO DE DOCUMENTOSNFS-eSERVIÇOS PRESTADOS ou INTEGRAÇÃOIMPORTAÇÃO DE ARQUIVONFS-eSERVIÇOS PRESTADOS. Esta opção só deverá ser utilizada pelas empresas que estiverem selecionadas com a opção de IMPORTA NOTA FISCAL ELETRONICA DE SERVIÇO da tela de PARÂMETRO MUNICIPAL.
  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Jataizinho-PR (1350 ou 7647 ou 4112702)
  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Paranaguá-PR (1961 ou 7745 ou 4118204)

CE:

  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Fortaleza – CE (4400 ou 2304400 ou 1389).

SP:

  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Pirassununga-SP (5368 ou 3539301 ou 6887).
  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Itapetininga – SP (3712 ou 3522307 ou 6547).
    OBS: O Município de Itapetininga já dispõe de recurso de importação de NFS-e e recentemente foi alterado de XML para TXT a partir do período de MARÇO de 2016. Ocorre que o município efetuou novamente alteração de fornecedor de software, abandonando a geração de arquivo de TXT e retornando a geração de XML, porém, em outro layout. Assim, as alterações apresentadas a seguir deverão surtir efeitos a partir de MARÇO de 2016, substituindo a última alteração de importação por TXT.
  • Disponibilizado alterações para a importação de NFS-e do Município de Sertãozinho – SP (6646 ou 3551702 ou 7135).

RN:

  • Disponibilizado importação de NFS-e para o movimento de Serviço Tomado para o Município do Natal (2408102 ou 1761). – RN

RELAÇÃO DE ESTRUTURAS ATUALIZADAS NA VERSÃO 3.05.04

Mensal:

  • G1 – Lançamentos Contábeis.
  • RZ – Ressarcimento ICMS Operações ST Saídas.
  • E2 – Detalhamento de Entrada modelo 01/04/55 – Tela Principal do SPED.
  • S3 – Detalhamento de Saída modelo 01/04/55 – Tela Principal do SPED.

Anual:

  • X6 – Utilização Créditos Fiscais ICMS.
  • EP – Parâmetros da Empresa.
  • AI – Apuração de ICMS.
  • WI – Apuração ICMS Operações Interestadual Consumidor Final.
  • F4 – Detalhamento de Credito Presumido Estoque Abertura.
  • CY – Controle de Processos.
  • ST – Escrituração Serviços Tomados.
  • DK – Demonstrativo Auxiliar DEFIS.

Fixo:

  • Y9 – Dados referentes a Outros Municípios – DEFIS.
  • Y8 – Demonstrativo Auxiliar DEFIS.
  • TN – Tabela de Produtos.

DICA: Para acompanhar todas as novidades e melhorias do sistema TOP a partir da Versão 3.05, acesse o botão “Ajuda” no lado esquerdo do MENU do TOP e escolha o item “Novidades” na árvore do Help – Exactus Software – Microsoft Internet Explorer:

Fonte: Escrita Fiscal – Exactus

Elaborado em 22/11/2016

Por Vera Oliveira – Analista de Testes SKILL – TOP

O post Principais Melhorias – Versão 3.05.04 apareceu primeiro em Exactus Software Ltda.

Powered by WPeMatico

Planejamento para Conversão 3.05.04

Avisamos nossos usuários que na Versão 3.05.04 do TOP foi efetuada alteração e conversão dos lançamentos contábeis para atendimento e integração com módulo da contabilidade.

Com isso, orientamos todos os usuários para que seja feito um planejamento para efetuar a conversão.

Segue abaixo as orientações gerais sobre a conversão:

  • Reservar antecipadamente um tempo para conversão;
  • Fazer levantamento das empresas com grande volume de dados;
  • Fazer levantamento das empresas e dos anos para montar a tabela de conversão, diante da necessidade contábil e fiscal;
  • Preparar ambiente de conversão como local e todos os usuários fora do sistema;
  • Fazer Cópia de Segurança antes da conversão;
  • Montar Tabela de Empresas para conversão de acordo com instruções do suporte.
  • Conferir os dados depois de convertidos. Principalmente os lançamentos contábeis.
  • Se por ventura encontrar diferenças entrar em contato com suporte. Antes de restaurar as bases de dados das cópias de segurança.

Fonte: Escrita Fiscal – Exactus

Elaborado em 22/11/2016

Por Vera Oliveira – Analista de Testes SKILL – TOP

O post Planejamento para Conversão 3.05.04 apareceu primeiro em Exactus Software Ltda.

Powered by WPeMatico

Ferpau Autocenter e Clinicardio foram as grandes vencedoras estaduais do MPE Brasil

Empresas concorrem agora na fase nacional da premiação

As empresas Clinicardio e Ferpau Autocenter foram as grandes vencedoras da etapa estadual do Prêmio de Competitividade às Micro e Pequenas Empresas, MPE Brasil – Ciclo 2016, no Piauí. A premiação reconhece empresas que adotaram conceitos inovadores e boas práticas de gestão em diversos setores da economia.

Participaram deste ciclo do prêmio 761 empresas de vários segmentos, que concorreram em diversas categorias. Os vencedores estaduais seguem agora para a fase final da premiação, cujo resultado será divulgado em abril de 2017, em solenidade que ocorrerá em Brasília.

“A competitividade é o segredo do sucesso de muitas empresas que conseguem continuar avançando mesmo em situações adversas. Para se manter competitivo é preciso fazer diferente e ter capacidade de gestão. E o MPE Brasil vem justamente reconhecer os bons exemplos de empreendimentos que estão se destacando no mercado e que podem servir de parâmetro para outras empresas que buscam crescer e se sobressair em meio a cenários pouco favoráveis”, disse o diretor superintendente do Sebrae no Piauí, Mário Lacerda.

Na categoria Serviços, a grande vencedora foi a empresa Ferpau Autocenter, de Parnaíba, cidade localizada a 318 quilômetros ao norte de Teresina. O empresário Paulo Prado ficou muito emocionado com a conquista e dedicou o prêmio à família, sócios e colaboradores.

paulo

O empresário Paulo Henrique Esmeraldo do Prado, da Ferpau Autocenter, sediada na cidade de Parnaíba, foi vencedor na categoria Serviços. Recebeu o troféu do diretor superintendente do Sebrae no Piauí, Mário Lacerda.

“Estou muito emocionado. Agradeço a Deus acima de tudo, e também à minha família, aos colaboradores e ao Sebrae, que contribuíram muito para essa conquista. Estou realmente sem palavras para expressar tamanha alegria. Fico muito honrado com o reconhecimento e tenho cada vez mais certeza que estamos no caminho certo”, declarou Paulo Prado, com a voz embargada por conter o choro.

A empresa Clinicardio, que tem sede em Teresina, foi representada na solenidade pelo médico e empresário Newton Nunes, que falou da importância do MPE Brasil para esse empreendimento, que conquistou a vitória na categoria Serviços de Saúde.

misael

O empresário Newton Nunes, da Clinicardio, empresa com sede na capital, recebeu troféu na categoria Serviços de Saúde.

“Foi uma honra imensa ganhar um prêmio tão rigoroso. Ao longo do tempo temos buscado melhorar as nossas práticas de gestão e a conquista do MPE Brasil vem justamente coroar esse esforço. O Sebrae foi fundamental nesse processo. Já estamos na terceira consultoria da instituição. Essas ações têm impactado muito positivamente nos resultados da Clinicardio”, comentou Newton Nunes.

O MPE Brasil é uma iniciativa conjunta do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Sebrae; Movimento Brasil Competitivo, MBC; e Gerdau, com apoio técnico da Fundação Nacional da Qualidade, FNQ.

 

Fonte: Sebrae-PI

Edição: Blog Exatop Sistemas

Leia mais

Novas Sistemáticas de Contabilização

Avisamos nossos usuários que na Versão 3.05.04 do TOP foi efetuada alteração e conversão dos lançamentos contábeis para atendimento e integração com módulo da contabilidade.

Com isso, orientamos todos os usuários para que seja feito um planejamento para efetuar a conversão.

Segue abaixo as orientações gerais sobre a conversão:

  • Reservar antecipadamente um tempo para conversão;
  • Fazer levantamento das empresas com grande volume de dados;
  • Fazer levantamento das empresas e dos anos para montar a tabela de conversão, diante da necessidade contábil e fiscal;
  • Preparar ambiente de conversão como local e todos os usuários fora do sistema;
  • Fazer Cópia de Segurança antes da conversão;
  • Montar Tabela de Empresas para conversão de acordo com instruções do suporte.
  • Conferir os dados depois de convertidos. Principalmente os lançamentos contábeis.
  • Se por ventura encontrar diferenças entrar em contato com suporte. Antes de restaurar as bases de dados das cópias de segurança.

Fonte: Escrita Fiscal – Exactus

Elaborado em 22/11/2016

Por Vera Oliveira – Analista de Testes SKILL – TOP

O post Novas Sistemáticas de Contabilização apareceu primeiro em Exactus Software Ltda.

Powered by WPeMatico

Melhorias na Versão 3.05.04 – Sistema Skill – TOP

Foram incluídas novas sistemáticas de contabilização para melhor atender as necessidades de nossos usuários.

Melhorias da Versão 3.05.04

Contabilização de Lançamentos A, B,C…Z Agrupados por Parâmetro Contábil:

  • Disponibilizada nova sistemática de contabilização dos documentos fiscais de entrada e saída que possuem lançamentos A, B, C…Z agrupados por parâmetro contábil. Neste novo recurso o usuário tem a possibilidade de contabilizar um único lançamento contábil para o documento se possuir o mesmo parâmetro contábil. Eliminando com isso a contabilização separada dos lançamentos A, B, C…Z do mesmo documento fiscal. Segue abaixo a rotina para optar pela nova sistemática de contabilização dos lançamentos A, B, C…Z agrupados por parâmetro contábil:
              1. Optar pela nova opção no próximo mês antes de escriturar os documentos fiscais.
              2. Ativar o novo parâmetro “Contabiliza lançamentos A, B, C…Z, agrupado por parâmetro contábil” disponível em Parâmetros/Parâmetros da Empresa/Contabiliza.Nota: Como a contabilização dos lançamentos A, B, C…Z será agrupada por parâmetro contábil podem também gerar lançamentos contábeis A, B, C em função da variação de parâmetro contábil.

Contabilização Sintética – PIS/COFINS – Apuração do EFD-Contribuições:

  • Disponibilizada nova sistemática de contabilização dos valores de PIS/COFINS pela Apuração do EFD-Contribuições. Neste novo recurso o usuário tem a possibilidade de optar em contabilizar os valores créditos e débitos de PIS/COFINS de forma consolidada (resumida) por Tributação e Parâmetros Contábeis apurados na própria apuração do EFD-Contribuições. Eliminando com isso as diferenças entre a contabilização atual documento por documento em relação aos valores apurados no EFD-Contribuições. Segue abaixo a rotina para optar pela nova sistemática de contabilização do PIS/COFINS:
              1. Optar pela nova opção no próximo mês antes de escriturar os documentos fiscais.
              2. Revisar os históricos dos parâmetros contábeis para adequar a nova sistemática. O sistema moverá fixo “Valor Total de PIS – Mês 99/9999” e “Valor Total de COFINS – Mês 99/9999”.
              3. No caso de matriz e filial verificar se todas as empresas da centralização contabilizam na mesma “Empresa contábil” no quadro “Contabilização” do cadastro de empresas no Manager.
              4. Ativar o novo parâmetro “Contabiliza PIS e COFINS de Forma Sintética” disponível em Parâmetros/Parâmetros da Empresa/Contabiliza.
              5. Efetuar a Apuração do EFD-Contribuições disponível em Gestão de TributosFederaisEFD-ContribuiçõesApuração.Nota: Como a contabilização sintética é montada com base nos registros M105/M505 (crédito) e M210/M610 (Débito) podem existir duas contabilizações com mesmo parâmetro contábil em função de existirem dois registros M210, por exemplo, em função da tributação diferente.

Contabilização Sintética ICMS Partilha – Origem/Destino – Apuração do ICMS:

  • Disponibilizada nova sistemática de contabilização dos valores de ICMS Partilha – Origem e Destino pela Apuração do ICMS. Neste novo recurso o usuário tem a possibilidade de optar em contabilizar os valores créditos e débitos de ICMS Partilha – Origem e Destino de forma consolidada (resumida) por Parâmetros Contábeis apurados na própria Apuração do ICMS. Diminuindo com isso a quantidade de lançamentos contábeis da contabilização atual documento por documento em relação aos valores resumidos na Apuração do ICMS. Segue abaixo a rotina para optar pela nova sistemática de contabilização do ICMS Partilha – Origem e Destino:
              1. Optar pela nova opção no próximo mês antes de escriturar os documentos fiscais.
              2. Revisar os históricos dos parâmetros contábeis para adequar a nova sistemática. O sistema moverá fixo “Valor Total de ICMS – Origem – Mês 99/9999” e “Valor Total de ICMS – Destino – Mês 99/9999”.
              3. Ativar o novo parâmetro “Contabiliza ICMS Partilha de Forma Sintética” disponível em Parâmetros/Parâmetros da Empresa/Contabiliza.
              4. Efetuar a Apuração do ICMS disponível em Gestão de TributosEstaduaisApuração de ICMSApuração.

Fonte: Escrita Fiscal – Exactus

Elaborado em 22/11/2016

Por Vera Oliveira – Analista de Testes SKILL – TOP

O post Melhorias na Versão 3.05.04 – Sistema Skill – TOP apareceu primeiro em Exactus Software Ltda.

Powered by WPeMatico

Melhorias na Versão 3.05.04 – Sistema Winner – TOP

Segue abaixo a relação das principais melhorias disponibilizadas no Sistema Winner – TOP

Melhorias da Versão 3.05.04

Backup e Reconstrução

Por motivo de segurança é obrigatório a geração de um backup completo do sistema Winner antes de atualizar o sistema para a versão 3.05.04. Também é necessário rodar o processo de reconstrução da base, para avaliar se a mesma está apta para o processo de conversão.

Conversão da Base

Após proceder com os processos de backup e reconstrução, o sistema pode ser atualizado para a versão 3.05.04. Ao concluir a atualização, faça a conversão da base. A conversão é uma adaptação dos dados as novas opções inseridas no sistema. Para fazer a conversão entre em /Utilitários/Atualizar Base de Dados, no sistema Winner, ou /Utilitários/Atualizações de Bases de Dados, no modulo administração (Manager).

Veja as principais novidades da versão 3.05.04 com data prevista de publicação para 21/11/2016:

  • RAIS e DIRF – Incluímos botões de atalho para parametrização, acertos manuais, geração de demonstrativos e arquivos, nas telas de processamento da RAIS e DIRF.
  • RAIS – Transferimos para os parâmetros da empresa em ParâmetrosEmpresaParâmetros da Empresa, os campos “Número de Proprietários”, “Data Base” e “Código do Município” que atualmente estavam na tela de parâmetros da RAIS.
  • RAIS – Melhoramos a performance de gravação do arquivo da RAIS, como consequência, a geração ficou mais rápida.
  • Cadastro de Turnos – O número do cadastro passa de 3 para 4 dígitos, aumentando de 999 para 9.999 a possibilidade de inclusão de turnos. A inclusão de mais um dígito tem reflexo em diversos cadastros e processos do sistema.
  • Cálculo de Médias – Incluímos a opção “Média do Evento Informado para Garantia Mínima” no campo “Garantia Mínima” dos parâmetros de cálculo das médias das Férias, 13º. Salário e Aviso Prévio.
  • Cópia de Movimentação – incluímos o campo “Empresa”, para que o processo de cópia de movimentação possa ocorrer também entre diferentes empresas.
  • Movimento online – Incluímos o id-proc corrente e a data de pagamento da chapa. A data é apresentada de acordo com o vínculo que a chapa tem com a empresa.
  • Integração Contábil – Incluímos o processo de integração contábil da provisão e folha de pagamento com o sistema Limber (Econtábil).
  • Recibo de Férias – Incluímos um novo modelo de recibo de férias. O novo modelo é identificado pela descrição “Somente Recibo – Modelo 2”.
  • TRCT – Incluímos a quantidade de dias pagos a título de 13º. Salário maternidade. Esta informação é gerada no campo “95 – Outras Verbas”.
  • Férias – Incluímos a geração do requerimento de Abono pecuniário. O requerimento pode ser gerado a qualquer momento no menu MovimentoFériasRelatórios para primeiro período aquisitivo em aberto.
  • Padrão lista/detalhe – Dando continuidade a implementação do novo padrão de acesso, adotamos o novo conceito no cadastro da GPS Empresa, Individual e Avulsa..
  • NIS – Incluímos o novo modelo do DMN – Documento de Manutenção do NIS.
  • Integração contábil – O número de ordens passa de 5 para 6 dígitos, aumentando de 99.999 para 999.999 a possibilidade de inclusão de ordens. A inclusão de mais um dígito tem reflexo em diversos processos do sistema.
  • Novo cálculo da rescisão e simulação – Implementamos o novo cálculo da rescisão. O novo módulo prepara o sistema para também realizar a simulação do cálculo. Estes processos, embora já estejam prontos, serão liberados apenas na versão 3.06, com previsão de publicação em 03/2017. Isto se deve ao fato da necessidade de um amplo teste que garanta a precisão dos novos processos.
  • Novo cálculo das médias – Implementamos o novo cálculo das médias. Inicialmente o novo cálculo será utilizado apenas na nova rescisão. Posteriormente será também será considerado nas médias das férias, 13º salário e Provisão, unificando o programa de médias que atualmente é separado por módulo. Este processo, embora esteja pronto, será liberado apenas na versão 3.06, com previsão de publicação em 03/2017. Isto se deve ao fato da necessidade de um amplo teste que garanta a precisão do novo processo.

Por Cristiano Ribas, Analista de Negócios na Exactus Software

O post Melhorias na Versão 3.05.04 – Sistema Winner – TOP apareceu primeiro em Exactus Software Ltda.

Powered by WPeMatico

Cadastro Eletrônico (Cad-e) facilita abertura de empresa

A Secretaria da Fazenda do Espírito Santo (Sefaz-ES) informou que já esta em funcionamento o novo Cadastro Eletrônico (Cad-e), criado por meio do Decreto N° 4023-R/2016, tem como principal objetivo a simplificação no processo de abertura de empresas que será totalmente eletrônico.

De acordo com a Sefaz a partir de 16 de novembro, todos os procedimentos serão feitos de forma eletrônica e o tempo para liberação da inscrição estadual será reduzido de 50 dias, em média, para até três dias com o Cad-e. O projeto envolve a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), a Junta Comercial do Espírito Santo (JUCEES), a Receita Federal e as prefeituras.

Como funciona?
“O contribuinte entra no sistema, que será hospedado no site da JUCEES (www.jucees.es.gov.br), preenche o cadastro com todos os dados solicitados e, simultaneamente, essas informações serão analisadas pelos órgãos que compõem o Projeto Cadastro Eletrônico, dando mais agilidade ao procedimento.”

Fonte: Sefaz-ES

Elaborado em 18/11/2016

Por Ederson Von Mühlen – Analista Regra de Negócios SKILL – TOP

O post Cadastro Eletrônico (Cad-e) facilita abertura de empresa apareceu primeiro em Exactus Software Ltda.

Powered by WPeMatico

Postos de combustíveis devem emitir NFC-e em 2017.

A Secretaria da Fazenda de Goiás (Sefaz-GO) informou que o segmento de comércio varejista de combustíveis e de lubrificantes deverá emitir a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e) a partir de 1º de janeiro de 2017. Com isso, os mais de 2.000 contribuintes goianos, são os primeiros obrigados a emitir o documento, que foi lançado em junho pela Secretaria da Fazenda.

De acordo com a Sefaz o motivo do alerta antecipado é por que o contribuinte precisa adotar algumas providências prévias, como solicitar credenciamento pela internet para emitir a nova nota, modelo 65. Com isso, a partir de janeiro de 2017, os proprietários de postos de gasolina não terão mais autorização para o uso de Emissor de Cupom Fiscal (ECF). Saiba mais no site clicando aqui.

Fonte: Sefaz-GO

Elaborado em 18/11/2016

Por Ederson Von Mühlen – Analista Regra de Negócios SKILL – TOP

O post Postos de combustíveis devem emitir NFC-e em 2017. apareceu primeiro em Exactus Software Ltda.

Powered by WPeMatico

Regime de cobrança de ISS de sociedade de advogados

O Supremo Tribunal Federal (STF) julgará o Recurso Extraordinário (RE) 940769 que trata da constitucionalidade de lei municipal que estabelece impeditivos à submissão de sociedades profissionais de advogados ao regime de tributação fixa ou per capita em bases anuais, com repercussão geral reconhecida pelo Plenário Virtual.

No caso a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RS) ajuizou mandado de segurança coletivo contra o Fisco de Porto Alegre (RS) pedindo que as sociedades de advogados inscritas no município continuem a recolher o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) sob o regime de tributação fixa anual. De acordo com a entidade o atual decreto municipal que trata do regime tributário para essas sociedades afronta as normas federais sobre o assunto.

De acordo com o relator o ministro Edson Fachin “a repercussão geral se configura, pois, se trata de conflito federativo instaurado pela divergência de orientações normativas editadas pelos entes municipal e federal. Além da multiplicidade de leis e disputas judiciais sobre o mesmo tema em diversos entes federativos”.

Fonte: STF

Elaborado em 07/11/2016

Por Ederson Von Mühlen – Analista Regra de Negócios SKILL – TOP

O post Regime de cobrança de ISS de sociedade de advogados apareceu primeiro em Exactus Software Ltda.

Powered by WPeMatico

Emissor gratuito de NF-e e CT-e será desativado em 2017

A Secretaria da Fazenda de Goiás (Sefaz-GO) recomenda aos usuários que utilizam os emissores gratuitos da NF-e e CT-e que busquem outras soluções para emissão no mercado ou desenvolvam sistema próprio com antecedência, para evitar problemas que impeçam a emissão de notas e conhecimentos a partir de 01 de janeiro de 2017.

De acordo com a Sefaz os emissores gratuitos da NF-e e CT-e não serão mais desenvolvidos pela Secretaria da Fazenda de São Paulo (Sefaz-SP). A partir de agora, não está mais disponível o download dos aplicativos. Os usuários que já têm o aplicativo instalado podem continuar usando até que novas atualizações das regras de validação impeçam o seu correto funcionamento.
Fonte: Sefaz-GO

Elaborado em 07/11/2016

Por Ederson Von Mühlen – Analista Regra de Negócios SKILL – TOP

O post Emissor gratuito de NF-e e CT-e será desativado em 2017 apareceu primeiro em Exactus Software Ltda.

Powered by WPeMatico